SACOLAS BIODEGRADÁVEIS

 

Diversos estados estão aprovando leis que obrigam o uso de sacolas retornáveis, sacolas biodegradáveis ou oxi-biodegradáveis pelos comerciantes que distribuem aos consumidores embalagens plásticas para o acondicionamento de suas compras.

 

Um bilhão e meio de sacolas plásticas são colocadas mensalmente no mercado brasileiro. Na maioria das casas, o destino das sacolas plásticas é o mesmo. Elas viram depósito para lixo e quem sofre as conseqüências é o meio ambiente.

 

Como as sacolas convencionais de plástico demoram em média 300 anos para se decompor, alternativas foram criadas.


Além da sacola de algodão, também existe a alternativa biodegradável, que em 18 meses começa a se decompor. Outras empresas também oferecem aos clientes caixas de papelão

 

Com a nova lei, as sacolas de papel ou de tecidos retornáveis também se tornam opções para os comerciantes.

Diferença entre biodegradável e oxi-biodegradável


As sacolas biodegradáveis e oxi-biodegradável agridem muito menos o meio ambiente, pois seu processo de decomposição é muito rápido. Em até dezoito meses uma destas sacolas pode desaparecer totalmente na natureza.

Segundo o site Recicloteca, a sacola biodegradável sofre rápida decomposição pela ação de organismos vivos. Já o plástico oxibiodegradável, recebe em sua composição um aditivo para acelerar seu processo de degradação. Este plástico, apenas divide-se em milhares de pedacinhos até virar pó.

 


CROMIA Rótulos e Embalagens ® 2018 - Todos os direitos reservados
Rua Paraiba, nº 925 - Centro - CEP: 35.500-016 - Divinópolis/MG
(37) 3214 0061 - cromia@cromia.com.br